quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Trilhas sonoras e suas diferenças ♬

Oi, pessoal! Tudo bem bom com vocês?

Andei reparando que, em quase todos, os post aqui no blog eu sempre falo algo que gosto ou desgosto. Ai comecei pensar em coisas que ainda não havia compartilhado com vocês, tem muitas ainda kk acreditem, mas tem uma tão óbvia que até me assustei ao ver que jamais havia tocado no assunto: TRILHAS SONORAS!
Eu não sei se é porque o primeiro filme (Cinema Paradiso) que realmente mexeu comigo tem uma trilha sonora de, só de pensar, fazer chorar e ser linda ou se é porque eu curto muito música mesmo, mas acho que trilhas sonoras são fundamentais! Já pararam para pensar como a cena do beijo esperado seria sem graça sem uma música? Como aquelas correrias e fugas, seriam sem emoção? E os filmes de terror então? Aposto que aqueles sons baixos são mais do que importantes e vocês?

Bem, caso vocês nunca tenham reparado nas trilhas sonoras, fiz uma seleção com as minhas favoritas e até, falar um pouquinho de cada uma. O que acham? 

500 dias com ela: 
Não é só impossível não se apaixonar por esse filme mas, também, pela incrível trilha sonora. E o que eu mais amo, é que ela tem forte influência no enredo, já que os personagens principais começam a conversa por causa de uma música, demais não é? Tem Regina Spektor, The Smiths, Feist e Carla Bruni. É romântica, feliz, alegre e cai perfeitamente com cada a cena. A minha favorita é essa ai em cima! 

Um Homem de Sorte:
Se eu disser que me interessei pelo filme devido a trilha sonora vocês acreditam? Sério, assim que eu vi que tinha The Fray e One Republic, quase tive um treco e corri para assistir. Não é novidade nenhuma que Nicholas Sparks sabe como conquistar com seus romances, mas, olhem, o diretor e o diretor de som merecem palmas também! Além dessas duas bandas incríveis tem Sea Wolf, Mayfiel e Embrace. 

A Saga Crepúsculo:
Não é novidade nenhuma que os vampiros adolescentes que, sem dúvidas, marcaram uma geração, marcaram também ouvidos e rádios. Nem preciso comentar sobre o sucesso de Thousand Years, certo? Mas, não é por nada não, a trilha sonora de fato é incrível. Tem Paramore, Muse, e como poucos sabem, a incrível voz do lindo Robert Pattison, com uma música ainda mais linda! 

As Vantagens de Ser Invisível: 
Primeiramente, que filme! Ele é tão lindo, intenso e trata de assuntos tão pesados mas de uma maneira tão sensacional que, se você ainda não viu, corre lá! E as músicas... Bem a própria Emma Watson, em sua personagem, surpreende-se com uma música que escuta (é a Heroes do David Bownie). Tem muito Imagine Dragons, The Smiths, Radical Face e músicas originais também, que são bem legais! A "Infinite" é linda linda linda. 

Jogos Vorazes: 
Taylor Swift sabe arrasar, de qualquer jeito, não é mesmo? E não só ela mas Lorde, Ellie Goulding, Christina Aguilera e nossa, todos que fazem parte dessa saga tão maravilhosa! Me digam, por favor, que não sou a única que estou ansiosa para saber como estará, o filme é claro e, a trilha sonora da longa que estréia em novembro! 

Cinquenta Tons de Cinza: 
O filme deu o que falar, desde que lançou e ainda é assunto na internet. Não consigo me decidir ao certo sobre o que pensar da história, dos personagens mas tenho uma grande certeza sobre as músicas: SÃO MARAVILHOSAS! Gente, sério, duvido que nenhum de vocês jamais tenham ouvido as palavras que narram o sucesso mundial sobre um casal problemático na voz de The Weeknd, Ellie novamente, Beyonce, Sia e... Nossa! Sério, não só palmas mas prêmios aqueles que se responsabilizaram por essa parte do filme, caiu perfeitamente em tudo e merece replay centenas de vezes! 

Alice no País das Maravilhas: 
Aqui tá um filme do qual as pessoas deveriam reconhecer melhor! Tudo bem que eu e a Nat somos suspeitas para falar da Alice já que é uma das nossas princesas favoritas da Disney. Mas, sério pessoal, tudo nesse filme merece ser reconhecido! O All Time Low, apesar de ser esquecido por essa música tão linda, arrasa! Como Avril Lavigne, Owl City e 3OH!3. 

Lola:
Amo amo amo amo amo esse filme! Chicago, Paris, Douglas Booth, Miley Cyrus, relação mãe e filha, diários, decepções amorosas e KEANE! Como, simplesmente, como não amar? Gente, sério, tem no Netflix, tem na internet, tem em locadoras, tem em todo lugar! Sem exceção, t-o-d-a-s as faixas merecem serem ouvidas, baixadas e ouvidas novamente haha. 

Mesmo se nada der certo:
Essa aqui já teve até no Oscar! O filme é totalmente voltado para a música e estrela a voz, muito fofa e agradável, de Keira Knightley (Elisabeth de Piratas do Caribe). Mas, acima do romance e da mensagem, tem o maravilhoso Adam Levine! E cantando... Não preciso dizer mais nada, não é? 

Eu poderia citar mais algumas... cem... sem problemas HAHAHA. Não coloquei os clássicos (Titanic, Ghost, Embalos de Sábado à Noite, Greese, Fantasma da Ópera...) porque imagino que todos já conheçam, mas, se quiserem, posso fazer um especial de clássicos ou, quem sabe, da Disney! Vocês que mandam hehe. 

Espero muito que tenham gostado e não se esqueçam de me contar aqui nos comentários a opinião de vocês! 

Um beijo e um queijo, 
Ana :)

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Famosas que viraram blogueiras

Oie gente, tudo bem?


Como todo mundo já sabe, o mundo dos blogs e do Youtube aumenta cada vez mais e com isso, muitas famosas tem começado a se interessar por isso, algo que já tenho percebido há um tempo.

Nesse post, vim mostrar algumas meninas que já eram bastante famosas, atrizes e cantoras, por exemplo, mas que também decidiram se arriscar nos blogs.

Sophia Abrahão

Sophia Abrahão, de 24 anos, já era bastante conhecida como atriz, modelo e cantora quando decidiu criar seu blog de moda e lifestyle há alguns anos, onde compartilha seu looks do dia, suas dicas de beleza e de moda.

Você pode acessar o site por esse link: aqui.

Karlie Kloss

Karlie Kloss tem 23 anos, 8 destes como modelo. Em 2013, esteve sétimo lugar no ranking mundial do site "Models.com", e hoje posta vídeos no Youtube e criou um blog via Tumblr, ambos com o nome de Klossy. Por lá, ela mostra os bastidores da vida como modelo e até mesmo como era ser uma Angel (modelo oficial da Victoria's Secret), antes de parar de desfilar para a marca, neste ano.

Acesse o blog!

Leigh-Anne Pinnock

Com apenas 23 anos, Leigh-Anne Pinnock é uma das 4 integrantes da banda feminina mais bem sucedida da atualidade: Little Mix! Pra poucas, né? Hahaha

Além de uma voz linda, ela também tem talento pra moda. Em seu blog, Leigh Loves, ela compartilha seus looks - sempre muito estilosos.

Eu só consegui pensar nessas famosas que entraram para o mundo dos blogs. E vocês, conhecem mais alguma? Não deixem de me contar aqui nos comentários!

É isso, espero muito que tenham gostado e até o próximo post!

Beijos, Nat :)

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Playlist: Não consigo parar de ouvir!

Oi pessoal, tudo bom?

Hoje venho rapidinho mostrar à vocês aquelas músicas que não consigo parar de ouvir! E por favor, não me batem haha, mas até eu eu estou surpresa com a quantidade de música velha que estou ouvindo! Mas, poxa, música boa/ruim não tem data, certo? kkk espero que gostem :)


Science & Faith, The Script:

Cool for The Summer, Demi Lovato: 

Can't feel my Face, The Weeknd:

Tidal Waves, All Time Low:

Naked, Avril Lavigne:

Somewhere only we Know, Keane:

Fall Away, The Fray:

Can't Hold Us, Macklemore & Ryan Lewis:


Ready For You, Years and Years:


I Dare You, Bea Miller:

Essas daqui não saem do replay! E para vocês? O que andam ouvindo? Eu adorariaaa saber e aliás, quais dessas ai vocês também curtem? Me contem aqui em baixo nos comentários <3

Espero muito que tenham gostado, um beijo e um queijo, 
Ana :)

domingo, 27 de setembro de 2015

Para acompanhar! "Scream Queens" vai dar o que falar.

Oie gente, tudo bem com vocês?
Como vai esse domingão? Tedioso? Hahaha


Bom, hoje eu vim falar sobre esse novo seriado que desde foi anunciado, já é um sucesso: Scream Queens.
Se você tem acesso a internet (creio que sim, já que está lendo isso), você com certeza viu comentários sobre a série por aí. E como talvez não esteja entendendo nada, aqui vai a sinopse:
Na primeira temporada, a Universidade Wallace, é abalada por uma série de assassinatos. A Kappa Kappa Tau, a fraternidade mais cobiçada do campus, liderada por Chanel Oberlin (Emma Roberts), vira um inferno após a Reitoria Munsch (Jamie Lee Curtis) decretar que todas as alunas do campus poderão se inscrever para participar da fraternidade, o que não agrada Chanel. E como se não bastasse, surge um assassino vestido de diabo causando estragos e mortes a cada episódio.
 O primeiro episódio já foi ao ar, nessa terça-feira, dia 22 e infelizmente, não teve tanta audiência quanto previam, mas claro, sempre há a chance do jogo virar

Elenco

Eu não estou suuuper animada para assistir a série, mas com certeza darei uma chance, afinal tem tudo para ser muito legal: grande elenco (Emma Roberts, Jamie Lee Curtis, Ariana Grande, Nick Jonas, Abigail Breslin, entre outros...), é dos mesmo criadores de grandes séries de sucesso como Glee e American Horror Story e a temática parece interessante - uma mistura de terror, com drama e comédia.

É isso gente, espero que tenham curtido a dica! E se você está acompanhando a série, não deixe de me contar nos comentários o que está achando.

Beijos, Nat! :)

Sinopse: Wikipédia. | Imagens: We Heart It.

sábado, 26 de setembro de 2015

Conheça: o Skoob!

Oi, pessoal, tudo bom? Como vocês estão?

Vou muito bem! Finalmente o fim de semana, yaay, haha. Bom, acredito eu, que não seja mais uma novidade minha paixão por livros, certo? Caso você ainda não tenha percebido haha ter um armário lotado de livros, marcadores de páginas e bagunça, é bem a minha cara ;) 

Eu não sei vocês, mas eu sou uma pessoa bem perdidinha com isso. Digo, eu sou perdida em muita coisa e faço bastante o estilo de bagunceira mas com os livros acaba sendo um problema. As vezes confundo personagens, dependendo esqueço quais livros estão comigo e quais emprestei, e no final, acaba virando um amontoado tão grande que nossa, tadinho deles HAHAHA. 

Mas vocês já ouviram falar sobre o Skoob? Porque ele vem me ajudando bastante. 

Para quem não conhece, o Skoob é um site (e um aplicativo também) que, basicamente, torna-se uma biblioteca virtual e particular para você. Você cria uma conta, com Facebook, Twiiter ou Gmail, faz se perfil e depois transcreve sua estante à ele. 

Como assim? Acredito eu, que todos os livros publicados (inclusive algumas fanfics) tem cadastro no site, ou seja, você marca livros que você leu, como lidos; aqueles que você quer ler, como desejados; os que você tem, como "eu tenho"; aqueles que você emprestou, como emprestados; que você quer ler, como meta e assim por diante. 

É muito legal! Além de ser possível seguir pessoas, para logo mais acompanhar as leituras delas, é possível fazer amigos e, o mais incrível, trocar livros! Calminha, já vou explicar. 

Funciona assim, digamos que você tem um livro, não gostou e quer trocar. Então, você corre lá no Skoob e marca esse livro como "troco", ai vem de você. Pode esperar alguém te mandar uma mensagem dizendo que estaria disposta a pegar o seu livro e te dar outro, pode ir na página das pessoas que desejam esse livro ("desejam") e entrar no perfil daquelas que possuem livros para trocar e combinar a troca, ou você troca por plus, se fizer assim, envolve dinheiro então depende de você :) 

O processo e a ideia são inciveis. Já fiz troca (livroXlivro) três vezes e deu super certo. Funciona com o correio, mas, basicamente, varia de troca para troca, então o importante é falar com a pessoa. Mas, pensem comigo, o livro que você não quer não irá acabar no lixo e você ainda, provavelmente, terá um novo <3 Eu adorei! 

Quem mais aqui conhecia? Eu estou aprendendo a mexer ainda mas já adoro. E para quem quiser, meu perfil é esse aqui. Espero muito que tenham gostado da dica e não se esqueçam de comentar aqui em baixo o que acharam. 

Um beijo e um queijo, 
Ana :)

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

É tendência: Half Bun

Oie gente, tudo bem?
Eu não me considero exatamente uma "seguidora de tendências", simplesmente por não achar que certas coisas combinem comigo, mas com certeza adoro acompanhá-las, e ás vezes, de vez em quando mesmo hehe, não resisto e acabo aderindo à elas.
Dessa vez, vim falar de uma tendência que eu curto e que eu já vi muita gente (até mesmo na escola) usando: os Half Buns.

Já ouviram falar? Bom, traduzindo bem toscamente, basicamente quer dizer "coque pela metade" e é exatamente isso, como podem ver pela montagem acima.
Eu acho super fofo e já vi várias garotas na escola usando e honestamente, arrasando. Fica bem bonitinho!
Ah, e não precisa se preocupar: quem tem cabelo bem longo consegue fazer, assim como as de cabelo mais curto, chanel, também.

Half Bun em cabelos curtos:

E como fazer? Sem brincadeira, é a coisa mais fácil do mundo. Dá uma olhada nesse tutorial que eu achei nesse site.


Super fácil, né?

É isso gente, espero que tenham gostado e até o próximo post!

Beijos, Nat :)

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Nas Telonas: Guia de Estréia de Semana

Oi gente, como vocês estão?

Percebi o número de post meus andou diminuindo e a Nat andou me cobrando também, ainda bem haha, então só queria deixar claro que estou de volta! Passei por duas semanas bem intensas de prova e eu precisava mesmo ir bem, não porque eu precisava, necessariamente, de nota mas também porque, sinceramente, quero me ver bem na escola, quero me sentir "inteligente" HAHAHA mas esse assunto a gente deixa para um post mais pessoal, certo? 

A questão é, hoje venho com os últimos filmes, na minha opinião os mais legais, que andaram estreando! O que acham de dar uma olhadinha e já separar o roteiro do cinema? Vamos lá! 

Diário de uma Camareira:

1900. Célestine (Léa Seydoux), uma jovem camareira que é muito cobiçada por sua beleza, acaba de chegar de Paris para trabalhar para a família Lanlaire. Enquanto foge dos flertes de seu patrão, ela deve lidar com a rigorosa personalidade de Madame Lanlaire (Clotilde Mollet), que governa o lar com punho de ferro. Ao mesmo tempo, Célestine conhece Joseph, um misterioso jardineiro com ideias políticas subversivas.

Maze Runner: A Prova de Fogo:

Após escapar do labirinto, Thomas (Dylan O'Brien) e os garotos que o acompanharam em sua fuga da Clareira precisam agora lidar com uma realidade bem diferente: a superfície da Terra foi queimada pelo sol e eles precisam lidar com criaturas disformes chamadas Cranks, que desejam devorá-los vivos.

Eu e a Nath já fomos conferir! E ò, podem comprar a pipoca porque tá sensacional! Aguardem a resenha filme/livro :)

Férias Frustradas:

Rusty Griswold (Ed Helms) trabalha como piloto de avião na EconoAir, uma companhia de baixo custo. Ele é casado com Debbie (Christina Applegate) e tem dois filhos, James (Skyler Gisondo) e Kevin (Steele Stebbins), que vivem brigando. Disposto a se divertir com a família, Rusty decide seguir os passos de seu pai (Chevy Chase) e comandar uma ida ao parque de diversões Wally World, localizado a dias de viagem. Rusty logo aluga um carro albanês, sem imaginar que a viagem em família será bem mais complicada do que imaginava.

Carga Explosiva - O Legado:

Riviera Francesa, 2010. Frank Martin (Ed Skrein) segue trabalhando como transportador de mercadorias perigosas, sem fazer qualquer pergunta sobre o que carrega. Um dia ele recebe uma ligação de Anna (Loan Chabanol), que deseja contratá-lo. Eles combinam de se encontrar em um requintado restaurante e lá Frank recebe a tarefa de pegá-la em frente ao Banco de Mônaco, daqui a algumas horas. Ao chegar ao local, ele é surpreedido pela presença de outras duas mulheres, o que não havia sido previamente acertado. Frank tenta desfazer o acordo, mas logo descobre que o trio mantém em cativeiro seu próprio pai (Ray Stevenson). Para salvá-lo, ele aceita participar do plano das garotas.

Entrando numa Roubada:

Quando ganha um concurso de roteiros e como prêmio R$ 100 mil para produzir um filme, Vitor (Bruno Torres), um ator mal sucedido, busca seus antigos e fracassados colegas. Laura (Deborah Secco) e Eric (Júlio Andrade), atores e Walter (Lúcio Mauro Filho), que é diretor, topam participar do filme “Aceleração Máxima”, que se passa na estrada e tem assaltos a postos de gasolina, tiros e perseguições no enredo.

A Esperança é a última que morre:
Hortência (Dani Calabresa) é uma repórter de TV dedicada, sonhadora, que alimenta a esperança de deixar de fazer reportagens fuleiras e tornar-se âncora do telejornal local, comandado por JP (Augusto Madeira). Quando fica sabendo que Vivian (Adriana Garambone), a âncora do jornal, está para ser demitida por seu chefe, ela se anima com a grande oportunidade, mas a jornalista Vanessa (Katiuscia Canoro) também quer essa vaga. Precisando arrumar um jeito de garantir seu novo posto, Hortência inventa um assassino em série e passa a "investigar" o caso, o que aumenta seu destaque. Ela conta com a ajuda de dois amigos (Danton Mello e Rodrigo Sant’anna) que trabalham no Instituto Médico Local, mas logo a mentira foge do controle.

Love:
Murphy (Karl Glusman) está frustrado com a vida que leva, ao lado da mulher (Klara Kristin) e do filho. Um dia, ele recebe um telefonema da mãe de sua ex-namorada, Electra (Aomi Muyock), perguntando se ele sabe onde ela está, já que está desaparecida há meses. Mesmo sem a encontrar há anos, a ligação desencadeia uma forte onda saudosista em Murphy, que começa a relembrar fatos marcantes do relacionamento que tiveram.

De Cabeça Erguida:

A juíza Florence Baque (Catherine Deneuve) conhece Malony (Rod Paradot) quando tinha apenas seis anos, devido à negligência de sua mãe (Sara Forestier) em cuidá-lo. Os anos passam e Malony torna-se um jovem delinquente, que rouba carros e agride as pessoas à sua volta, tanto verbalmente quanto fisicamente. Diante da situação, a juíza o encaminha para um centro de recuperação de delinquentes juvenis e ele passa a ter Yann (Benoît Magimel) como tutor. Obrigado a seguir as novas regras, Malony faz o possível para manter sua liberdade e intransigência.

O que vocês acharam? Eu gostei de colocar filmes de nacionalidade europeia porque, acredito, que eles sejam tão bons quanto, mereçam lugar no espaço e espero que tenha outros amantes do gênero aqui também! E aliás, uma dica para os moradores de São Paulo, lá na Rua Augusta, no cinema Itaú, é o melhor lugar para assistir filmes estrangeiros! 

Quais vocês mais querem ver? E quais já viram? Não se esqueçam de me contar aqui nos comentários. Espero muitooo que tenham gostado do post. Todas as sinopse foram retiradas no AdoroCinema, então, os devidos créditos haha. 

Um beijo e um queijo, 
Ana :)

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Inspiração: fotos na praia

Oie gente, tudo bem?


No último post de "inspiração" vocês parecem ter curtido, então, voltei com mais um nesse estilo.
Dessa vez, fotos na praia! YAY! Quem não ama, né?

Uma mais linda que a outra, né?
Encontrei todas no site We Heart It :)

Espero que tenham curtido o post e não deixem de comentar!

Beijos, Nat

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Um vício chamado The Weeknd

Oie gente, tudo bem com vocês?

Quem me conhece e acompanha o blog sabe que a pessoa aqui é simplesmente apaixonada por música, né?
Bom, esse mês eu literalmente não tenho parado de ouvir um certo artista aí: The Weeknd. Quem já ouviu falar dele?!
Abel Tesfaye (16 de fevereiro de 1990), mais conhecido por seu pseudônimo/nome artístico "The Weeknd", é um cantor e produtor musical canadense de R&B e PBR&B.

Talvez você se lembre dele por "Love Me Harder", em parceria com Ariana Grande ou por "Earned It", sua canção para a trilha sonora do filme "Cinquenta Tons de Cinza"- aliás, ô filme que tem uma trilha sonora excelente, ein. (ou pelo cabelo)


Ele ficou mais conhecido pelo público no geral este ano, mas engana-se quem acha que ele está no meio há pouco: desde 2011 ele tem trabalhado duro pra chegar onde, finalmente, chegou.
Há 4 anos, lançou 3 mixtapes de 9 músicas cada: "House Of Balloons", "Thursday" e "Echoes Of Silence" (amo!), muito aclamados pela crítica. Em 2012, lançou um "álbum recopilatório" (uma coletânea), "Trilogy" - daí o nome, creio eu -, que conta com versões remasterizadas das canções das mixtapes, além de outras 3 novas.


Em 2013, lançou seu primeiro álbum de estúdio, "Kiss Land", pela gravadora Universal Republic Records, e seu próprio selo, XO.

E esse ano, 2015, ele lançou mais um álbum (para a nossa felicidade), o "Beauty Behind The Madness" (esse nome é lindo, né?), com algumas participações incríveis como, Lana Del Rey e Ed Sheeran.
As minhas favoritas:

Por mim, eu colocaria a discografia inteira dele aqui, mas nem rola, hahaha. Então, não deixem de seguir ele no Spotify e seu perfil no Youtube.


Espero que tenham gostado! :)

Beijos, Nat

domingo, 20 de setembro de 2015

Grande Talvez, Teoremas, Granadas, Pessoas de Papel e... Green!

Oi pessoal, como vocês estão?

Acredito que todo mundo já sacou qual a do título do post, estou certa? Calma aí! Não para de ler ainda não, por favor. Prometo que esse não será mais um dos milhões de post soltos por aí em blogs ou plataformas grandes sobre duas nuvenzinhas com okay? okay escrito, ou flores brancas caídas e quem sabe, sobre funções matemáticas sobre amor... 

Pois é, eu sou uma grande fã de amor clássico e até mesmo dos clichês. Mas também sou uma pessoa extremamente contraditória e gosto de fugir disso. E é exatamente por isso que este post não será nesse formato mas, quem sabe, sobre essas coisinhas que citei. Ah, querem saber? Vamos direto ao ponto: JOHN GREEN! 
Ele não é um completo estranho para vocês, certo? Bem, caso seja, aqui vai: John Green é um dos autores norte-americanos mais conhecidos no dia de hoje. Além de ter escrito sucessos como os aqui em cima, participou da direção de dois filmes baseados em obras suas e atualmente, está trabalhando no próximo livro. 

Sei que não sou uma especialista em literatura, uma grande amante por enquanto, mas preciso ressaltar que muitos blogueiros literários ainda procuram pela resposta do porquê John Green causou tanto alvoroço nos anos anteriores com seus livros! Mas, perem aí novamente, não vim aqui para criticá-lo, pelo contrário, na verdade, minha opinião por esse camarada aí, vem mudando bastante recentemente. 

E querem saber por que? Bom, eu decidi fazer uma pequena retrospectiva da ordem dos livros que li dele e fazer uma pequena resenha de cada um, com a minha opinião. Caso queiram saber e inclusive, terem uma ideia de qual eu achei melhor ou menos bom, só continuar lendo o post :)

A Culpa é das Estrelas: 
A história de Hazel e Gus virou sucesso mundial, tenho certeza. Mas antes disso, incrivelmente, eu e a Nath já sabíamos da existência do queridinho de qualquer um. E a questão é a seguinte, olhando para trás hoje, eu acho apenas uma história bonita. De verdade. Acabei ele durante uma aula no colégio e tive que segurar as milhares de lágrimas até chegar em casa. E o filme, aquele que foi lançado ano passado, é extremamente fiel e sensacional também! Só que, se tem algo que vocês devem saber sobre a minha opinião quanto ao Green é que, acho que ele cria personagens incríveis e temas muito bons, mas... o livro acaba. E que finais são esses! Não sei se conseguem entender, A Culpa é Das Estrelas tem tudo de bom mas ai, estamos na última página! E fora que, não sei vocês, mas a Hazel é uma pessoa complicadinha. Por outro lado, o livro me marcou. Além de ele estar repleto de post-it, ele é especial. Ele trata de coisas que a gente sabe que existem mas esquecemos. Deus, quando é que eu me daria conta que jovens que irão morrer, hora ou outra, por causa de uma maldita doença, aproveitam a vida melhor que outros que tem a segurança de várias e vários dias saudáveis? 
Três Estrelas 

O Teorema Katherine: 
Estou acostumada a ver resenhas não muito agradáveis quanto a esse livro. Na verdade, todas que já li, classificam esse como o pior do autor. Mas, olhem, eu achei ele bem fofinho. Conta a história do Colin, que já namorou 19 garotas chamadas Katherine. Sim, isso é possível de alguma forma hahaha. O Colin é beem inteligente, então ele está tentando produzir, digamos assim, um teorema que conseguirá prever o fim de qualquer relacionamento. O que ele não espera, é que depois do mais novo fora que teve da última K, ele viria a cair na estrada com o melhor amigo e iria encontrar uma nova aventura pela frente e, pela primeira vez em muito tempo, sem K-A-T-H-E-R-I-N-E. Não sou a melhor pessoa em matemática, então todos os inúmeros cálculos e pensamentos meio geeks que o livro abrange foram meio complicados e um tanto cansativos para mim. E aliás, o John Green tem a incrível habilidade de sempre fazer o personagem que é amigo ou par romântico do principal muito mais interessante que o protagonista. Falo sério. Colin, me desculpe, você é legal, mas seus amigos e suas Ks são mais divertidos <3 Mas, se você está a procura de algo leve e tranquilo, além de rápido, seja feliz com esse fofuxo.  
Três Estrelas 
Quem é você, Alasca? 
Ah, esse livro <3 Juro, me arrepio inteira só de lembrar da época que li e tudo que senti com ele. A primeira coisa, o nome. Eu nunca o entendi direito, sempre pensei que era referência ao estado americano, Alasca, mas depois que uma amiga me explicou, me interessei ainda mais pelo livro e assim que o adquiri, o devorei em dois dias! Não muito diferente dos outros livros, este conta com a ilustre presença do Gordo, que consegue ser um adolescente perdido e bem lento meio que... 99% do tempo. PORÉM, o livro também tem a incrível e maravilhosa Alasca, a garota misteriosa, que tem uma biblioteca particular no quarto e reúne mais uma turma de amigos do colégio interno, em que Gordo vai estudar, simplesmente sensacional! Gente, que garota, que amigos, que livro novamente! A leitura, infelizmente, é um pouco cansativa. As coisas não acontecem, demoram para tomar um bom embalo e ai, quando tomam, $%***#, você quer xingar John Green e toda a família dele! Mas, ao mesmo tempo, bate aquela sensação de, tipo, que cara demais! O final é perfeito, a maneira que o livro é escrita cai de um jeito ótimo ao que a história conta. E a mensagem, todos nós estamos em um labirinto, alguns de nós saindo mais rápidos do que outros, é mais que linda! É o tipo de história que, mesmo com o final que tem e se prepare para se surpreender, você quer viver entendem? Em A Culpa é das Estrelas, você chora. Em Teorema Katherine, você ri. Mas nesse aqui, você ri, chora, grita, quer entrar na história, pensa em desistir do livro e ai, parece que ele desistiu de você. Mas ele tem uma narrativa tão linda e confusa também mas que, de certa forma, encanta quase todo mundo. 
Cinco Estrelas

Cidades de Papel: 
Acabei Cidades de Papel há umas duas semanas e ó, não escutem os outros não, o livro não tem nada de "bobo" e "chato", muito pelo contrário, eu achei ele melhor que ACEDE diferente de muitos, hehe, só não supera Quem é Você, Alasca? mas, ainda assim, merece muito mais reconhecimento. Acho que o problema, na verdade, está em nós. Estamos tão acostumados com romances com finais felizes, o mocinho com a mocinha, que quando a realidade bate com nosso rosto, a gente estranha, a gente crítica, a gente acha ruim. Mas, sério Cidades de Papel, faz, subliminarmente, uma crítica a sociedade tão grande que deveria ser leitura obrigatória! Confesso, o Quentin segue a linha dos personagens principais irritantes mas ele faz isso porque, um, é um garoto e, dois, ele tem seus motivos. Mas enquanto isso, a Margô, sua vizinha que o faz ter a "melhor noite da sua vida" e depois desaparece, tem cada ideia sobre vida, pessoas e ah, tudo! Ela é tão doida e irritante e sábia e chata e tudo tão ao mesmo tempo, que não dá vontade de parar de ler. E como os outros livros, novamente, o John Green consegue fazer um grupo de personagens secundários tão legais que dá vontade de bater na porta dele e exigir por histórias paralelas! Ainda não assisti ao filme, mas já soube que está bem fiel, prometo falar sobre depois :) É o tipo de livro que você lê em uma tarde e, a princípio, se não reparar no que exatamente está acontecendo ao redor dos personagens, não vai gostar. Mas, ele é tão brilhante. Margô com sua teoria de que estamos todos em cidades frágeis e sem vida, como papel, é tão brilhante, na verdade. Ah, já sabem, eu aprovo haha. 

Quatro Estrelas 

Bom, pessoal, na minha lista ainda falta Deixe a Neve Cair e Will&Will, que pretendo ler em breve. Gostariam de uma resenha destes também? Eu gosto do John Green, sério, me irrito MUITO com os personagens e com o final do livros, mas depois que terminei Cidades de Papel, incrivelmente, passei a admirá-lo. Ele deixou de ser só "mais um autor famoso" para mim e tornou-se alguém que admiro. Ele tem boas ideias, escrita agradável e, sem que a gente perceba, todas as suas histórias tem muito mais do que um romance cinematográfico. 

Espero que tenham gostado, de verdade. Não se esqueçam de me contar o que acharam sobre o post, os livros, os filmes e sobre esse João Verde ai hahaha. 

Beijo e um queijo, 
Ana :)


sábado, 19 de setembro de 2015

A onda dos Strappy Bras

Oie gente, tudo bem?
Hoje o assunto é moda. Não vou mentir: não sou suuuper ligada e viciada no assunto, mas curto.
E uma coisa que eu tenho reparado bastante gente usando são os Strappy Bras. Sabe o que são?


Lindos, né?
O Strappy Bra é um agregador de estilo, que nos dá o poder de transformar um look completamente básico em algo descolado, esse é o sutiã com tiras fininhas ou mais grossas, feitos exatamente para ficar à mostra nas costas ou no colo.
Várias blogueiras tem apostado na peça, mas a dúvida que fica é: como ele deve ser usado?
Bom, agora nessa friozinho, eu diria que a primeira opção, na primeira imagem, é uma ótima ideia! E vocês? Mas, relaxem, assim que o verão chegar, tenho certeza absoluta de que ideias de looks não faltarão.

E onde comprar? Vi muitas pessoas tendo essa dúvida e muito dificuldade para achar esses queridos, hahaha. Geralmente, é mais fácil achar por essas lojinhas online que são sempre muito divulgadas pelo Instagram, então, vale a pena ficar de olho nos posts das blogueiras que divulgam lojas! Ou então, você pode achar nas lojas gringas que entregam no Brasil, como a Nasty Gal.

É isso, espero que tenham gostado.

Beijos e até a próxima!

Nat :)

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Você precisa assistir: Blackfish

Oie gente, tudo bem com vocês? Quase fim-de-semana! Yaaay
Há mais de um ano eu assisti esse documentário pela primeira vez (sim, já vi mais de uma vez) no Netflix, e penso em vim falar sobre ele aqui no blog, e acho que já está mais do que na hora.
Duvido que vocês nunca tenham ouvido falar sobre Blackfish, ou ao menos devem saber do que se trata. 

Trata-se de um documentário americano, lançado em 2013, realizado por Gabriela Cowperthwaite. O foco é na baleia orca Tilikum, responsável pela morte de 3 pessoas, e os perigos e consequências de manter a espécie, animais grandes e incrivelmente inteligentes, em cativeiro.

O documentário começa mostrando a história da baleia desde seu mais breve início, em 1983, quando Tilikum foi capturado e separado de sua família, ainda filhote, nas águas da Islândia - nesse momento, ele já era uma orca maior do que o normal. 

Desde então, em cativeiro, ele foi perseguido por outras orcas e deixado em um tanque escuro durante horas, o que fez com que se tornasse um animal tão violento.

O documentário é muito bom mesmo e mais do que chocante. Sério, eu nunca mais visitarei os parques SeaWorld, nem nada do tipo. Depois de assistir, tenho certeza que você terá a mesma opinião. É muito triste mesmo.

Enfim, mesmo que não tenha me aprofundado muito, esse era um assunto que eu não poderia deixar de mencionar aqui no blog, então, se tiverem como assistir a "Blackfish", assistam. Por favor.

É isso, espero que tenham gostado.
Beijos, Nat :)

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

DIY: Parede de fotografias

Oi, pessoal. Como vocês estão?

Hoje me dei que conta que, na verdade, eu e a Nath nunca fizemos um post de Do It Youserlf (faça você mesmo). Bem, beeem talvez, é porque a gente não é muito de colocar a mão na massa HAHA. Mas, acredito eu, que vocês já devem reparado que eu e ela gostamos bastante de fotografia, certo? 

Certíssimo! Somos duas amantes de fotografia e do mundo também, é claro. Pelo menos eu, diferente de muita gente que já se adequou a tecnologia e ao rolo da câmera do celular, eu gosto muito de ter as fotografias comigo. Não só tirar e pronto, gosto de revelar minhas prediletas, de fazer álbuns e depois revê-los e, mais que tudo, gosto de ficar vendo cada uma delas e lembrar dos momentos. 

Viagens tendem a fazer grandes diferenças em mim. Afinal, a quem não faz? A gente sai do nosso habitat natural, hahaha, conheço lugares novos, pessoas novas, hábitos diferentes e culturas incríveis! Por isso, quase sempre, quando volto e estou desfazendo as malas, vendo as roupas sujas e lembrando dos dias que as usei, segurando passagens áreas ou de passeios e sei lá, só relembrando, tenho sempre uns toques de loucura e me bate uma vontade de sai mudando tudo. 

O mundo, minha vida, eu... Mas com apenas 15 anos, infelizmente, isso ainda não é possível. Mas como eu sou eu e quando coloco algo na cabeça, aprendi a ir até o final, sempre faço alguma coisa. E normalmente, é no meu quarto :)


E sobre essa parede que eu venho falar hoje! Ela já foi de tudo, branca e sem graça, com frases soltas, com desenhos, depois com um varal de foto. Então, com quatro deles. E agora, depois que voltei da Califórnia, arranquei tudo, revelei mais de 100 momentos mágicos e sai colando nela os meus favoritos. 

Querem saber como eu fiz? Continue lendo :)

Revelar fotografias: Sei que é caro, sei mesmo. Por isso, revelo fotos duas vezes ao ano. E quando revelo, revelo muitas. O melhor a se fazer é separar tudo em um pen drive, em casa, e depois sair procurando os lugares mais baratos. Dica minha: aqueles desconhecidos tendem a ser os melhores, de verdade. Nada de supermercado ou casas de máquinas fotográficos porque ai vai ter que deixar um órgão lá haha. 

Separar no chão: Fazer bagunça faz parte! E além de que, se você espalhar todas as fotos pelo chão ou em cima de uma mesa é mais fácil de você ver qual vai em cima, qual em baixo. Além de que, eu imagino que a parede não vá caber todas que você tem, como aconteceu comigo. Por isso, separe quais você quer, entende? E guarda as outras para quando quiser mudar. É nessa hora também que você pode ir montando o formato que quer na parede. Eu optei por uma deitada, outra em pé, uma deitada, outra em pé... Mas você pode fazer em forma de coração, de palavras, bagunçado, uma ao lado da outra. Cabe a você :) 

Colagem: Isso vai de pessoa para a pessoa e, dependendo, dos seus pais também. Ou seja, se sua família ou mesmo você não se importarem, você pode passar cola atrás das fotos (lembre-se que depois de tirar da parede, você pode perdê-las) ou fita dupla fácil, que foi o que eu usei e gostei bastante, fácil de pôr, fácil de tirar e não estraga o papel da foto. Mas, se não, monte um varalzinho com barbante e prenda com durex na parede. Ou compre quadros de imã ou cortiça. 
Quanto a dupla fácil. eu usei dois pedaços para cada foto e colou super bem! 

Depois disso, aprecie e relembre um cadinho de cada um daqueles dias! Eu adoro, faço isso sempre. Porque, além de me acalmar, me deixa bem feliz :) E aquele cordãozinho, que aparece na primeira foto, eu comprei lá em San Francisco na Urban Outfiteres, onde consigo prender fotos da Instax com imã. Eu preguei ele na parede. Mas dá para fazer igual com barbante e, se não me engano, vendo um muito parecido na Tok Stock ou na internet. 

Espero muito que tenham gostado! Não esqueçam de me contar o que acharam sobre esse tipo de post e o que é mais legal também para colocar as fotos ou redecorar o quarto. 

Beijo e um queijo,  
Ana :)

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Conheça: Sabrina Carpenter

Oie gente, tudo bem com vocês?
No post de hoje, venho com mais um "Conheça". Dessa vez, com a Sabrina Carpenter, a fofa da foto abaixo.
Sabrina Ann Lynn Carpenter, mais conhecida como Sabrina Carpenter, é uma atriz e cantora americana de 16 anos. Ficou conhecida pelo seu papel na série do Disney Channel, "Garota Conhece o Mundo" e mais recentemente tem apostado em sua voz - o que eu tenho amado!

Vamos ouvir algumas de suas canções, de seu novo álbum "Eyes Wide Open"?


Sua primera música!:


Espero que tenham gostado!

Beijos, Nat :)

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Vamos falar sobre fanfics + Conheça a Babi Dewet

Oi galera, tudo bom com vocês?

Eu nunca pensei que de fato iria falar sobre isso aqui no blog, até porque algumas pessoas consideram esse assunto um tabu, outras sentem-se tímidas quanto a isso e, tem gente, que nem sabe a existência de todo esse universo bem a nossa frente. 

Quem aqui já ouviu falar sobre fanfics? Para quem desconhece, fanfics (abreviação do termo fanfiction) são histórias ficcionais, normalmente, criada por amadores da escrita, publicadas e divulgadas em sites com personagens conhecidos pelo mundo da fama. Isto é, são narrativas que contam com universos paralelos ao original (continuação da saga de Harry Potter, romances com bandas e cantores, hipóteses de distopias e agora, mais comum, histórias originais). 

Eu percebi, recentemente, que tenho muito orgulho de acompanhar plataformas que abrigam fics. Afinal, muitas pessoas que hoje são grandes escritores, começaram por ai. Cassandra Clare, E.L. James, Anna Todd e entre outros tiveram seu princípio atrás da tela de um computador, escrevendo histórias sobre outras pessoas, que já tinham histórias. 


É um lugar, basicamente, para você ser quem quiser ser. Não é tão sério quanto um livro e você pode escrever sobre o que quiser! Sua história pode ser restrita, com conteúdos pesados e censurados, pode ser de apenas um capítulo, de vários, pode ter continuação, pode ser sobrenatural, pode ser com palavrões, em dialetos, sobre bruxos que cantam música ou dragões que salvam o mundo. Enfim, é com sua imaginação. E o melhor, você treina. Afinal, não vai ter um editor, um capista, só você e o público. E posso garantir, pelo menos uma pessoa vai estar lendo. Já que tem fã para tudo e qualquer coisa. 

Conheço esse mundo desde 2012 então, sim, eu vi "Soul Rebel" como fanfic, eu vi "After" como fanfic, eu pirei no twitter com atualizações e com aqueles capítulos aos quais a autora disse que não iria escrever mais também. As vezes penso em escrever minha própria fic, como tentei uma vez, mas por enquanto, ainda faço o papel de leitora. O que é muito bom também. 

Mas, se tem alguém que realmente entende sobre esse mundinho mais do que legal, e esse alguém é tão legal quanto, é a Babi Dewet. Não quero dar uma de fã mas, MEU DEUS QUE AUTORA! Gostaria muito de poder dizer que a conhecia como fic-writer mas, dane-se, conhecia ela com os livros publicados e não me arrependo nem por um segundo de ter lido cada um deles. E, claro, ter pirado muito também. 

A Babi tem uma história simplesmente sensacional e um gosto musical incrível também. Além de autora, professora e amante da música, ela também tem um blog. E lá, vocês podem acompanhar a agenda dela, suas resenhas e um pouco mais sobre os seus livros. Sábado à Noite, que era uma fanfic de McFly, já está terminado, recentemente ela fez parte do projeto de Um Ano Inesquecível, juntamente com Bruna Vieira, Thalita Rebouças e Bruna Vieira e, agora no próximo ano, ela estará escrevendo uma trilogia que será publicada pela Gutemberg. 

Eu me emocionei várias e várias vezes lendo sobre ela aqui, quis matar Babi com o final de Sábado à Noite 1, 2 e 3, porque NOSSA SENHORA! Prometo fazer uma super resenha em breve porque, sem querer ser exagerada mas, esses três livros marcaram o ano passado e minha adolescência, sem dúvidas. 

É simplesmente incrível ver que uma garota, fã de alguém ou de alguma coisa, começou a escrever sobre o que gostava e agora pode ver sua história estampando uma livraria. Pelo menos, acho que isso não tem preço nenhum. E bem, a Babi deve ser a que mais conhece essa sensação. E o melhor? Não é só ótima escritora não, é uma ótima pessoa também! Encontrei com ela na Bienal do ano passado e conversamos por uns dez minutos, sem parar. E gente, parecia que eu estava falando com uma amiga minha! 

Incrível. Indico fics (esses são os sites mais conhecidos: Fanfic Obsession que conta com fanfics interativas, isto é, você preenche quadros com informações suas e vira um personagem da história; Wattpad é o mais conhecido de todos pois abrange livros, fics de todo o mundo e aplicativo; Social Spirit muito famoso no Brasil e em Portugal com grande número de fics do Justin Bieber e do One Direction), indico demais todos os trabalhos da Babi e mais do que tudo, os livros dela! 

Espero muito que tenham gostado do post, farei resenha de SAN em breve e quem sabe, fale mais sobre as fanfics que já li. Aliás, o que achariam disso? O que acharam de tudo? Não esqueçam de me contar! 

Beijo e um queijo, 
Ana :)

domingo, 13 de setembro de 2015

Inspiração: foto com amigas

Oie gente, tudo bem com vocês?
Esse post é pra vocês que está sem ideias de fotos para tirar com as amigas. Então, sem mais delongas, vamos as fotos:

Todas as imagens eu peguei do site We Heart It.

Espero que tenham gostado!

Beijos, Nat :)

sábado, 12 de setembro de 2015

Bienal do Livro 2015: EU FUI!

Oi gente! Como vocês estão? Eu estou ótima :)

Bem, para quem estava acompanhando o blog ou me acompanhando pelo twitter, sabe que há uma semana eu estava lá no Rio de Janeiro, mas especificamente, na Bienal de Livro! E claro, que eu anotei todas as dicas e todas as coisas legais que aconteceram por lá para contar a vocês! 
  

Olhem, primeiramente, eu preciso fazer um enorme elogia à todos os cariocas! Meu deus, que povo saudável, divertido e extremamente simpático! Sério, pessoal, pedir informação não é nenhum problema. E a cidade (farei um post Wanderlusting em especial ao Rio) é maravilhosa. Socorro, kkk, por mais cidades no mundo em que mesmo sobre sua chuva, a paisagem continua maravilhosa <3

Agora, vamos falar sobre a Bienal! Ela aconteceu no Riocentro, na Barra da Tijuca e termina amanhã. Não é por nada não, mas o lugar é super longe! Pelo menos para eu, que ficou em Copacabana e decidiu ir até lá de ônibus! Levei uma hora e meia, mas cheguei. E valeu super a pena! O espaço é gigante, bem maior do que o Anhembi onde acontece a Bienal de SP, e mais do que organizado. 

Haviam três pavilhões, um para distribuidoras, outro para editoras e um último para universidades. Bem legal, não acham? Eu adorei! E entre um e outro, haviam fast foods para comer. Infelizmente, não consegui pegar nenhuma autógrafo de ninguém. Mas vi as autores do Livro do Bem, o autor de 1808 e muita gente, porque estava lotado HAHA! 

E a melhor parte, os livros que trouxe comigo <3


O preço variava muito. Nos estantes das distrubuídoras estava mais caro do que os selos e editoras. Algumas destas, estava fazendo desconto de livros por cinco reais! E outras era, por exemplo, dois livros - 20%, três livros - 30%, quatro livros - 40% e assim por diante... 

Gostaria de colocar a sinopse de todos aqui, mas o post ficaria gigante! Então, faremos o seguinte, agora que eu praticamente tenho uma biblioteca particular em casa, estou lendo bastante! E inclusive, fiz uma promessa que só comprarei outro livro quando a minha pilha, que agora passa dos 30, estiver com 10 (hehe). Enfim, vamos combinar que conforme eu for lendo cada um, venho contar a vocês o que estou achando! Pode ser? Aliás, posts #EuLi não irão faltar aqui no blog! 

E não, eu não sou doente e acumuladora de livros, mesmo que aparente HAHAHA. Inclusive, aqui vai uma dica para pessoas que leem bastante, se não gosta de um livro, não fique com ele. Nas últimas semanas, andei doando vários a biblioteca da minha escola e outros eu troquei com pessoas pelo Skoob (em breve post sobre esse site incrível). Livros são caros e dificeis de guardar. Então, vamos ser legais e doá-los para pessoas que irão ler e vamos abrir espaço em nossas estantes :) 

Mas e vocês? Quem mais foi na Bienal e o que achou do evento? Quais livros vocês gostariam de ver resenha? Sou a todos pedidos e não esqueçam de conversar comigo aqui nos comentários! 

Espero muito que tenham gostado, um beijo e um queijo, 
Ana :) 

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Os melhores filmes da Kristen Stewart!

Oie gente, tudo bem?
Hoje eu vim falar sobre os meus filmes favoritos da Kristen Stewart. Eu adoro ela e vocês?

Para Sempre Alice
Em "Para Sempre Alice", Kristen contracena com Julianne Moore, que interpreta a Dra. Alice Howland, uma renomada professora de linguística.
Aos poucos, Alice começa a esquecer certas palavras e se perder nas ruas de Manhattan. Ela é diagnosticada com Alzheimer. A doença coloca em prova a força de sua família. Enquanto sua relação com o marido, John (Alec Baldwinse), se fragiliza, ela e a filha caçula, Lydia, interpretada por Kristen, acabam se aproximando.

Esse filme é lindo e eu já havia falado sobre ele aqui no blog!

Branca de Neve e o Caçador
Um rei viúvo caiu de amores por Ravenna (Charlize Theron) sem saber de seus terríveis planos de conquista e acaba morrendo, deixando para ela todo o seu reino. Para piorar a situação, a filha dele foi jogada em uma masmorra e lá ficou até se tornar uma bela jovem. Obcecada pela beleza e pela juventude, a Rainha não se cansa de perguntar ao seu oráculo para saber de existe alguém mais bela do que ela, até o dia em que a resposta não a agradou. Felizmente, Branca de Neve (Kristen Stewart) consegue fugir sem que seu coração seja arrancado e Ravenna se torne poderosa para sempre. Mas a malvada não desiste fácil e além da ajuda do irmão, um fiel escudeiro, ela contrata Eric (Chris Hemsworth), um exímio caçador para trazer sua presa de volta. Só que ele acaba descobrindo que a missão era um grande erro e vai ajudar a jovem em sua cruzada contra o reinado da malévola. Para isso, eles contarão também com o importante apoio dos seres da floresta e dos unidos sete anões mineiros.

Amo esse filme!

Zathura - Uma aventura espacial
Esse filme = minha infância! Olha ela e o Josh Hutcherson (Peeta, de "Jogos Vorazes") pequenos <3

Após encontrarem um jogo no porão, os irmãos Walter (Josh Hutcherson) e Danny (Jonah Bobo) decidem jogá-lo. Só que não esperavam que o jogo fizesse com que sua casa fosse magicamente arrancada da Terra, ficando vagando pelo espaço.

O Quarto do Pânico
Olha que criacinha! Hahaha, esse foi o primeiro filme da carreira dela.

Meg Altman (Jodie Foster) é uma mulher recém-separada que é surpreendida com a invasão de sua casa por três homens estranhos. Logo ela e sua filha Sarah (Kristen Stewart) vão para um quarto secreto, construído especialmente para situações de emergência. De dentro do quarto Meg espiona o que está ocorrendo em sua casa através de um circuito fechado de tv, mas logo ela passa a enfrentar pequenos problemas dentro e fora de seu refúgio, principalmente porque aquilo que os homens estão procurando está justamente no quarto onde Meg e Sarah estão.

The Runaways: Garotas do Rock
Depois de Dakota participar de alguns filmes da Saga Crepúsculo, franquia que tornou Kristen famosa no papel de Bella Swan, elas atuaram juntas mais uma vez em The Runaways, que conta a história da banda feminina de mesmo título.

Los Angeles, 1975. Joan Jett (Kristen Stewart) tinha o sonho de montar uma banda de rock, formada apenas por mulheres. Ela encontra apoio em Cherrie Currie (Dakota Fanning), que integra a banda, e no empresário Kim Fowley (Michael Shannon). Com ele as integrantes da banda The Runaways levam uma vida desajustada e, apesar de apresentarem um som cru, alcançam o sucesso graças ao talento de Joan e o visual sensual de Cherrie.

Lançamentos
Esses filmes ainda estrearão, mas com certeza serão ótimos!

American Ultra: Armados e Alucinados

Data de estréia: 24 de setembro

O maconheiro Mike (Jesse Eisenberg) e sua namorada deprimida Phoebe (Kristen Stewart) tornam-se alvos de uma missão secreta do governo norte-americano.

Equals

Data de estréia: 5 de novembro

No futuro, existe uma nova raça de seres humanos: os Equals, indivíduos pacíficos, justos e que não possuem mais emoções. Até que uma doença passa a ameaçar todos, ativando sentimentos em suas vítimas, que são excluídas do resto da sociedade. Silas (Nicolas Hoult) é infectado, mas percebe que Nia (Kristen Stewart) também possui sentimentos, sendo capaz de escondê-los. Sentindo pela primeira vez algum tipo de intimidade em suas vidas, eles decidem se unir e fugir para sobreviverem.

O mais legal é que esse filme será baseado no famosíssimo livro "1984", de George Orwell.

É isso, espero que tenham gostado.

Beijos, Nat!